O nosso trabalho junto de pessoas que utilizam drogas

O nosso trabalho junto de pessoas que utilizam drogas

Partilha esta noticia/ share this article:

A APDES é reconhecida pelo seu trabalho na área das drogas através de projetos como o GIRUGaia, que atende pessoas que usam drogas em contexto de vulnerabilidade social e de saúde. Além dos projetos, somos reconhecidos pela nossa atuação na defesa de direitos e investigação na área a nível internacional. A nossa abordagem busca preservar a vida e respeitar os direitos humanos dessas pessoas numa abordagem de redução de riscos.

A droga mais consumida em Portugal é a cannabis, mas o país tem um dos maiores índices de consumidores de drogas de alto risco derivadas do ópio como a heroína e cocaína (crack), que podem ser fumadas ou injetadas.  As drogas de alto risco são aquelas que apresentam altas taxas de morte por overdose, causam grande dependência e têm alto impacto na saúde dos consumidores.

A APDES acredita numa intervenção baseada na abordagem de Redução de Riscos e Minimização de Danos (RRMD) que, respeita os direitos humanos das pessoas, ensina sobre o consumo e os materiais seguros, minimizando os danos, promove a aproximação dos utilizadores dos cuidados de saúde.

O GIRUGaia atua há 18 anos em Vila Nova de Gaia com utilizadores de drogas em particular situação de fragilidade social e da saúde. 

É um dispositivo de proximidade complexo e integrado, que trabalha todas as dimensões do indivíduo (biológico, psicológico, social e cultural)  através de uma equipa multidisciplinar (Assistente Social, Enfermeiros/as, Médico/a, Psicólogas/os e Pares) em meio comunitário. 

Em 2020 acompanhou 122 pessoas que usam drogas em 20.800 contactos com esta população:

    • Fez 240 encaminhamentos para estruturas sociais e de saúde. 
    • Promoveu mais de 2000 momentos de educação para a saúde. 
    • Realizou 864 atendimentos psicossociais.
    • Deu apoio alimentar a 122 acompanhados.

O GIRUGaia é reconhecido pela Organização Mundial da Saúde pelo seu Programa de Terapêutica Combinada com Substituição Opiácea de Baixo Limiar de Exigência (PTCSOBLE), em que disponibiliza metadona, medicação para tratamento do VIH e Tuberculose e outras quando é o caso. Esta disponibilidade segue a lógica de dar às pessoas algumas condições para que não se exponham tanto aos riscos que advêm de determinado tipo de uso das substâncias. Além disto, tem em funcionamento um Programa de Materiais Preventivos (PMP) para o consumo de drogas e práticas sexuais seguros/as.